sexta-feira, 22 de maio de 2009

Um pouco de mitologia sobre a origem das runas(o mais antigo oráculo usado pelas bruxas)

Origem das runas


Uma bruxa sem seus oráculos não é uma bruxa completa!
Minha mais nova paixão é o oráculo mais antigo do mundo, as runas(na foto ao lado as minhas amadas em jaspe vermelho).
Oráculos na minha opinão são para nos aconselhar e não "prever o futuro" como foi vulgarizado por várias pessoas!
Abaixo tento contar o mito da origem das runas que é muito interessante!
Tudo começa com Yggdrasil
Yggdrasil é a árvore que de acordo com os nórdicos é o eixo do mundo, a árvore era gigantesca em seu tronco se dividiam os nove mundos e as raízes era onde se encontrava Niflhein (o reino do gelo e das névoas) muitos pensam que Niflhein é o inferno, mas na verdade Helgardh que se localiza em Niflhein que é o inferno.
No topo de Yggdrasil se encontra a moradia dos deuses Asgard, onde se encontra a ponte Bifrost ou ponte arco-íris que se liga com o meio da árvore Midgard (a terra dos homens, aonde vivem os mortais).
Em Niflhein existe um dragão chamado Nidhogg que devora sem parar as raízes da árvore com o objetivo de a destruir, mas existem vários animais escondidos em Yggdrasil que distraem Nidhogg um deles é o esquilo Ratatosk .

Conhecemos a origem dos mundos agora conheceremos Odin:
Sob o ponto de vista mitológico, a invenção das runas é creditada ao deus nórdico Odin. Seu nome tem sido considerado como derivado do escandinavo arcaico “OD” que significa “vento” ou “espírito”.
Reza a lenda que Odim, às vezes, passeava por Midgard, a terra do meio, entre os homens. Sua descrição física, porém, indica uma reputação um tanto sinistra... Costuma ser descrito como um homem alto e magro,coberto por uma longa capa. Os cabelos, cacheados e cinzentos, espalham-se pelos ombros. Sua face possui linhas duras e tem apenas um olho, cujo azul rutilante, parece fixado à distância. O outro olho (ou o que restou dele) é tapado por um chapéu mole, de abas largas, puxadas sobre o lado cego da face. Traz um bastão de abrunheiro e tem como companheiros um lobo e dois corvos, Huginn e Munnin. Dizem que seus corvos, a cada manhã voavam pelo mundo, trazendo-lhe notícias da humanidade. E a cada manhã, ele retribuía a gentileza com riquezas, cortesia com sabedoria, e maustratos,com vingança..
Tinha o poder de ressuscitar os mortos, adivinhar o futuro, voar pelos céus em seu cavalo de oito patas e metamorfosear-se segundo seu desejo. Os viajantes costumavam encontrá-lo, quando ele passeava pelos campos gelados de Inverno, sob forma humana.
Afirma-se que Odin adquiriu seu conhecimento secreto das runas por um ato de supremo auto-sacrifício. Durante nove longos dias e noites, ficou pendurado no Yggdrasil, E ali permaneceu, mesmo enquanto a árvore era açoitada pelo vento impiedoso.
Empalado por sua própria lança, era a si mesmo que oferecia como sacrifício.E ninguém lhe ofereceu comida ou bebida.. Nem mesmo Ratatosk, o esquilo que sobe e desce a árvore transmitindo os insultos da águia, no topo, para a serpente Nidhogg, no fundo.
Finalmente, quand
o sua terrível provação chegou ao fim, Odin soltou um enorme grito e agarrando as runas, soltou-se da árvore. Ao levantar-se da morte, porém, ele aprendera muitas coisas escondidas dos homens. Sabia como curar os doentes, sabia como cegar a espada de seus inimigos e como agarrar uma flecha em pleno vôo.. Assim foi revelado a Odin o segredo das runas!


Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!