sábado, 27 de junho de 2009

Caldeirão

O caldeirão é o instrumento da Bruxa por excelência. É um antigo
recipiente culinário, imbuído em mistério e tradição mágica.
As bruxas vêem o caldeirão como um símbolo da Deusa, a essência
manifesta da feminilidade e da fertilidade. É também um símbolo do
elemento da Água, da reencarnação, da imortalidade e da
inspiração. As lendas Celtas acerca do caldeirão de Kerridwen
tiveram grande impacto na Wicca contemporânea.
O caldeirão é geralmente um ponto central dos rituais. Durante os
ritos da primavera, é por vezes cheio com água fresca e flores; no
inverno, acende-se fogo dentro do caldeirão para representar o
retorno do calor e da luz do Sol (o Deus) vindo do caldeirão (a
Deusa). Isto está ligado a mitos agrícolas nos quais o Deus nasce no
inverno, atinge a maturidade no verão e morre após a última
colheita .
Idealmente, o caldeirão deve ser feito de ferro, apoiando-se em
três pés e com a boca menor do que sua parte mais bojuda. Pode ser
difícil encontrar um caldeirão, mesmo os menores, mas uma busca
cuidadosa em geral nos leva a algum tipo de caldeirão. Algumas lojas
por catálogo possuem caldeirões, mas não regularmente. Aconselhase
investigar esses fornecedores.
Caldeirões podem ser encontrados em vários tamanhos, desde
aqueles com alguns centímetros de diâmetro até monstros com raio
de cerca de meio metro. Algumas bruxas colecionam caldeirões.
Pode também servir como um recipiente no qual
preparar as bebidas Wiccanas, mas tenha em mente
que um fogo forte e muita paciência são necessários para ferver
líquidos em caldeirões grandes.
Se tiver dificuldade em encontrar um caldeirão, persista e um
acabará materializando-se. Certamente, não há mal em pedir para
que a Deusa e o Deus ponham um em seu caminho.

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!