sexta-feira, 12 de junho de 2009

Cuidado com o livre arbítrio em feitiços especialmente nesse dia dos namorados!


Com a chegada do dias dos namorados o que mais me pedem são feitiços de amor!
Bem sou contra interferir no livre arbítrio de alguém, e talvez mudar seu destino sem merecimento! Então resolvi escrever este artigo sobre interferência na vida dos outro, isso tem volta cuidado! Pense bem!

A Bruxaria por não ser uma prática unificada, não possui leis próprias como algumas religiões, mas as bruxas reconhecem um certo código de ética, que não é secreto, e sim bastante dedutivo a medida que você começa a lidar com a magia.

A magia em si possui algumas leis, que não passam de leis da própria Natureza. Existe a célebre frase: " Não há nada que a ciência tenha dito que eu não tenha visto como bruxa", e isto é verdade! Nossas leis são todas naturais.

No entanto, a partir deste princípio, ao lidar com a magia deparamos com certas questões que nos fazem cair num dilema moral: Até onde vai o conceito de livre - arbítrio? Qual o limite entre ajuda astral e intervenção desnecessária?

O que é o Livre-Arbítrio

Livre-Arbítrio é a capacidade que o ser humano tem de escolher seu próprio caminho. Portanto, se alguém faz algo que você não gosta, você tem que respeitá-la. Não mandamos nas pessoas, não as manipulamos, manipular alguém é interferir no livre-arbítrio.

Vamos dar um exemplo dentro de nossas práticas:
Você gosta de uma pessoa, só que esta pessoa não gosta de você. Você tem duas opções: pode fazer um ritual para atrair o amor para sua vida (geral) ou pode fazer um ritual pedindo que essa pessoa goste de você (específico).
No segundo caso, você estaria interferindo no livre-arbítrio da pessoa. No primeiro, ao pedir que o amor venha à sua vida, você estaria movendo as energias à sua volta para possibilitar novos encontros e oportunidades.

Como definir o que é certo e o que é errado na Bruxaria? Como definir o que é certo e o que é errado em nossas vidas?

Agindo com consciência e responsabilidade. Respeitar o livre-arbítrio não é uma lei da bruxaria, mas é um código ético que a maioria das bruxas segue. De fato não tem como saber exatamente o que é certo e o que pode ser errado, mas temos certos parâmetros pessoais que moldam nossas atitudes.
Como saber que atitude tomar

Devemos realmente ponderar muito antes de realizar um feitiço.
Há diversas maneiras de se tomar uma decisão a esse respeito. A mais óbvia, claro, é confiar na intuição.
Outra atitude que você pode tomar é a consulta aos oráculos. Se você costuma lidar com eles, podem ser de grande ajuda nessa hora. Deite as cartas, lance as runas, pergunte ao pêndulo, observe a água e o fogo. Cada um tem o seu oráculo preferido. Jamais se esquecendo de que a intuição não está nunca separada da interpretação dos mesmos.

O que o código de ética silencioso das bruxas diz: Não é proibido interferir no livre-arbítrio das pessoas, mas lembre-se de que, ao fazer isso, você terá tudo de volta três vezes maior. Pense bem no que vai fazer. Ninguém vai lhe dizer o que é certo ou errado, mas você deve ter responsabilidade e desejar sempre o melhor para todas as pessoas, inclusive para você mesma(o).
QUE SEJA PARA O BEM DE TODOS!

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!