quinta-feira, 16 de julho de 2009

Sono das Fadas


Esta simpática tradição irlandesa diz que este é o único dia do ano em que as fadas dormiam. Por isso, era costume colocarem-se travesseirinhos de algodão dentro das flores ou em lugares confortáveis no jardim, onde as fadas poderiam dormir. No dia seguinte, bastava recolher os travesseirinhos, que estariam impregnados da magia das fadas, tornando-se ótimos amuletos.
Atendendo a pedido essa é uma citação de
Clevane Pessoa de Araújo Lopes.

4 comentários:

Anônimo disse...

minha mae morreu no dia 16 de julho e até hoje não consigo aceitar sua morte. mas ela morreu muita bonita, dormindo, e no caixao varias pessoas falavam que ela estava parecendo uma fada dormindo. que triste coincidencia.

meu msn e orkut: zzchrys@hotmail.com

Clevane_em_Pessoa disse...

Sarah:Agradeço mencionar -me, vim parar aqui, através do Google (busca)

Essa citação, de minha autoria, faz parte da crônica "O Sono das fadas", mas quem quiser ler mais, pode buscar o e-book, com down load gratis, publicado em 2005 , feito pelo webmaster Lourivaldo Baçan, para a história que escrevi para crianças de todas as idades, até cem.E que será lançado em papael, na Bienal do Livro, no estande da Oficica Editoras.Estarei lá, autografando e contando história para as crianças,no dia 11 de setembro.

À pessoa que escreveu acima sobre a morte da mãe em 16 de julho, digo que ela foi para outra dimensão numa bela data.Quando perdi a minha, apesar de psicóloga, senti-me uma orfãzinha e até hoje, sinto falta dela.

A dta 16 de julhoé também o Dia de meu aniversário e além de ser o Dia do Sono das Fadas, para os católicos, é o dia do escapulário e de Nossa Senhora do Carmo, que o porta.Também é o Dia do aniversário de Mariana, a cidade primaz de Minas.Quando lá estive em 2007 (e lanvei o livro para adultos Mulhers de Sal, Água e Afins",no Museui Alphonsus de Guimaraens, durante a I Exposição Aldravista Intrnacional), contei a hist´poria prometi às crianças que lançaria o livro lá.Neste ano,não foi possível, então, apó a Bienal, irei visitar a linda cidade e levarei os exemplares, doando para bibliotecas de escolas.
Para ler o livro virtual,basta baixar , no Recanto das Letras, Sono das Fadas Contos 649 KB ali postado em 07/08/05 ( 130 leturas).
O enderço é http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/40902
A narrativa, aborda as relações de uma garotinha e sua avó e visa preparar as jovens pessoas em formção para a perda de entes queridos, com delicadeza.

Na Bienal, a ediçãoé ilustrada com bordados da artesã mineira Maria Angélic Santos Santos,que também fez os bonecos que usarei para contar a história às crianças (e adultos )presentes.
As fotos são do poeta e editor Marco Llobus e o selo é da Rede Catitu, que ele preside.
Caso possa,coloque a autoria , por favor.
Cordialmente:
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora regional do InBrasCi em Belo Horizont,Mg
e Vice presidente do IMEL.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

vEJA MAIS EM www.clevanepessoa.net/blog.php?idb=17127


Caso possa,coloque a autoria , por favor.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora regional do InBrasCi em Belo Horizont,Mg
e Vice presidente do IMEL.

Clevane_em_Pessoa disse...

O recado que mandei há pouco,é para a blogguera, Nuria, e não sarah, conforme escrevi(o nome estava ao lado, no mural de recados e nãorolei a barra, desculpe.
Clevane Pessoa

Outros Espaços Poéticos disse...

Núria:Muito grata por seu pronto atendimnto à minha solução.Depois,entrarei em contato para mandar-lhe o livro.
Repito aqui o que escrevi, com as devidas coirrigendas em minha digitação:

"Núria :Agradeço mencionar -me, vim parar aqui, através do Google (busca)

Essa citação, de minha autoria, faz parte da crônica "O Sono das fadas", mas quem quiser ler mais, pode buscar o e-book, com down load gratis, publicado em 2005 , feito pelo webmaster Lourivaldo Perez Baçan, para a história que escrevi para crianças de todas as idades, até cem.E que será lançado em papael, na Bienal do Livro, no estande da Oficica Editoras.Estarei lá, autografando e contando história para as crianças,no dia 11 de setembro.

À pessoa que escreveu acima sobre a morte da mãe em 16 de julho, digo que ela foi para outra dimensão numa bela data.Quando perdi a minha, apesar de psicóloga, senti-me uma orfãzinha e até hoje, sinto falta dela.

A data 16 de julho é também o dia de meu aniversário e além de ser o Dia do Sono das Fadas, para os católicos, é o dia do escapulário e de Nossa Senhora do Carmo, que o porta.Também é o Dia do aniversário de Mariana, a cidade primaz de Minas.Quando lá estive em 2007 (e lancei o livro para adultos" Mulheres de Sal, Água e Afins",no Museu Alphonsus de Guimaraens, durante a I Exposição Aldravista Internacional), contei a história prometi às crianças que lançaria o livro lá.Neste ano,não foi possível, então, apó a Bienal, irei visitar a linda cidade e levarei os exemplares, doando para bibliotecas de escolas.
Para ler o livro virtual,basta baixar , no Recanto das Letras, Sono das Fadas Contos 649 KB ali postado em 07/08/05 ( 130 leturas).
O endereço é http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/40902
A narrativa, aborda as relações de uma garotinha e sua avó e visa preparar as jovens pessoas em formção para a perda de entes queridos, com delicadeza.

Na Bienal, a ediçãoé ilustrada com bordados da artesã mineira Maria Angélica Santos,que também fez os bonecos que usarei para contar a história às crianças (e adultos )presentes.
As fotos são do poeta e editor Marco Llobus e o selo é da Rede Catitu, que ele preside.
Caso possa,coloque a autoria , por favor.
Cordialmente:
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora regional do InBrasCi em Belo Horizonte,Mg
e Vice presidente do IMEL.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

VEJA MAIS EM www.clevanepessoa.net/blog.php?idb=17127

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!