sábado, 13 de fevereiro de 2010

É Carnaval, mas da onde é sua origem- pagã é claro!

E chegou o mês de fevereiro, aquele que costuma ser o mês do carnaval. Nesse ano, uma das festas mais populares do planeta acontecerá no dia 16…  Sua origem pagã



Alguns historiadores dizem que o Carnaval teve origem nos "Ritos da Fertilidade da Primavera Pagã", o primeiro carnaval do qual supostamente temos conhecimento teria acontecido na Festa de Osíris no Egito, o evento que marca o recuo das águas do Nilo.
Contudo, outros acreditam que o Carnaval surgiu na Grécia e era uma festa religiosa fechada em homenagem ao Deus Baco que na Mitologia Romana era o Deus do vinho e da orgia. O filho de Semele e Júpiter… Contudo, na Mitologia Grega, Baco era conhecido como Dionísio e sua esposa era Ariadine. Ele era o antigo Deus grego da fertilidade, danças ritualísticas e misticismo. Ele também supostamente inventou o vinho e também foi considerado o patrono da poesia, música e do drama.
Na lenda Órfica Dionísio era o filho de Zeus e Perséfone… Em outras lendas, de Zeus e Semele. Entre os 12 Deuses do Monte Olimpo ele era retratado como um bonito jovem muitas vezes conduzido numa carruagem puxada por leopardos.
Depois de alguns séculos o povo tomou conhecimento dessa festa e passou a realizá-la também. Com muita bebida, orgias e confusão os festeiros levaram os reis a loucura. Muitos administradores tentaram controlar a festa mas não conseguiram. Quando os gregos foram conquistados pelos romanos a festa se espalhou por todo o Império. Nem o senado e nem os imperadores conseguiram controlá-la. Mesmo com a cristianização do Império Romano, não houve sucesso em proibir as comemorações.
A Igreja que sempre foi contra festas que não pudesse controlar, tentou inúmeras vezes proibir tais manifestações, mas como não obteve sucesso, ela terminou por “enquadrar” essa festa dentro do calendário romano e assim sendo, a festa passou a acontecer antes da quaresma que marca o inicio do calendário cristão.
O fato é que os Carnavais são considerados “ritos de fertilidade” onde as pessoas bebem, cantam, dançam e participam de orgias fazendo uso de máscaras o que dificulta o reconhecimento do possível parceiro. Também conhecidas como Bacchanalia que era o Festival romano que celebrava os três dias de cada ano em honra a Baco, Deus do vinho.
Sempre que pesquiso sobre o carnaval, acabo contestando as comemorações cristãs que agregaram ao seu calendário a Páscoa que é na verdade uma festa que festeja a ressurreição de Cristo e tem como símbolo o coelho e o ovo de chocolate. Símbolos pagãos que representam na verdade a continuidade, a fertilidade, a regeneração da terra, ou seja, a ressurreição. Já que tal festividade surgiu na Europa e é justamente quando a Terra volta a estar fértil depois de seu período de descanso…

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!