terça-feira, 9 de março de 2010

O bem e o mal na Magia

Tudo no Cosmos é equilíbrio: onde está a Luz está a Sombra, onde está o bem está o mal, se ha dereita ha esquerda, se existe encima existe embaixo, se ha preto ha branco e assim indefinidamente.
Sendo assim, no momento que compreendemos a lição sobre o equilíbrio e as conseqüências de quebrá-lo, nos é permitido aprender sobre as leis que regem a Magia Sagrada.
Depois disso, somente depende do nosso livre arbítrio o que façamos, e temos a liberdade de fazê-lo, sempre e quando sejamos conscientes de que vamos gerar conseqüências, que afetarão nossa vida de forma inexorável.
Por isso posso dizer que se pode fazer tanto o bem como o mal, através da bruxaria, com poucas coisas, somente dependendo do grau de conhecimento que tenhamos, das leis que regem a Magia Sagrada.
Acredito que isso responde a pergunta sobre se as Bruxas Ancestrais ensinaram-me a fazer o mal ou não.
Agora que esclareci o ponto sobre a bruxaria usada para o bem e/ou o mal, devo dizer que existem os tempos necessário, para obter os resultados dos rituais que se façam, e que concretizam-se mais fácil e rapidamente se trabalhamos a favor da corrente cósmica, ou seja em harmonia com o cosmos, e isso implica em conhecer os ciclos da Lua, o Sol e os Planetas.
Obviamente o fato de que não se observem essas condições, não significa que não funcionará o feitiço, somente pode demorar mais do que previmos ou precisamos.
Por minha parte, sempre procuro atuar na Lua mais favorável, e na hora e o dia mais adequados, pelo planeta de referência.
Também não trabalho as quintas-feiras ou na hora de Júpiter, pois pelo que sei, Júpiter, o Grande Benéfico do Universo, aumenta o que já temos, mas nos toma o pouco que já tenhamos adquirido; isto sempre falando do assunto pelo qual trabalharemos.
Mas… isso fica a critério de cada um.

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!