quinta-feira, 22 de abril de 2010

Reencantar instrumentos mágicos

Um amigo, hoje me perguntou o seguinte: "Preciso reencantar um instrumento mágico se depois de consagrado, nunca foi usado ou ficou muito tempo parado?".
 

Na verdade, não há uma resposta única para esta pergunta. Vai depender de como o bruxo realizou o ritual, se a energia pessoal dele e dos elementos foram colocados ali, e a intensidade disso. Se você encantou certo objeto ou instrumento em um bom ritual e bonito (veja se eles dão certo, a velocidade de tempo que ocorre) você saberá se sua energia pessoal é o bastante para impregnar ele.
O fato é, se foi encantado e nunca foi usado, você não terá um elo maior com ele, não terá ganhado mais força pelo fato de não ter trabalhado em outros rituais e por aí vai.
Então seria bacana, você realizar um ritual bonito, dar força a eles e USAR! Não vai fazer isso e largá-los de lado novamente.

Há dicas de métodos de usar instrumentos no cotidiano, por isso não limite a usá-los somente em rituais.
O athame por exemplo, é um excelente protetor. Colocado debaixo da cama, desembainhado, protege seu sono contra pesadelos e inimigos invisíveis. Colocado em sua cômoda, igualmente, estará afastando seres negativos, pois eles temem objetos guerreiros.
Cristais e símbolos de poder podem ser colocados em cima de fotos e nomes para proteger pessoas ou locais.
O caldeirão pode conter uma flor em seu centro ou uma vela acesa, isso faz com que mantenha o simbolismo da Deusa viva em seu lar.
Penas mágicas podem marcar páginas de livros de poemas bonitos, orações ou encantamentos.
E por aí vai...
Viu? Como podemos aplicá-los no dia-a-dia? Isso evita que seus instrumentos fiquem parados e sem movimento de energia. Eles são feitos para agir e depois de despertados, não gostam de ficar encostados. Por isso, cuide deles. São ótimos auxiliares para uma boa conexão com o outro plano!
Para fazer seu ritual de energização de algum instrumento não há segredo. Siga sua intuição.
Claro, mantenha as regras básicas de um ritual qualquer. Faça um pequeno altar com incensos, cálice ou copo d'água, uma vela e cristais e vá adaptando ao seu gosto. Coloque o caldeirão com fogo sagrado ou ervas como folhas de louro, alecrim, cravos; flores bonitas ao redor do altar como rosas, amuletos e pronto! Deixe o mais harmônico que puder.
Trace o círculo, invoque a Divindade da qual você tem um elo maior, chame pelas bruxas ancestrais para que lhe auxiliem no processo mágico e começe. Pegue o instrumento, sinta sua energia pulsando ali. Passe-o nos elementos terra, ar, fogo e água, faça seus encantamentos sussurrando em cima dele e assopre-o. Faça o que mais sua intuição lhe disser. Desfaça o círculo.
Pronto! Ele estará renovado para você.
Utilize-o sempre com sabedoria!

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!