domingo, 31 de maio de 2009

Homenagem a Dionisio ou Baco


Mais um pouco de mitologia...
Filho de Zeus, Dionísio normalmente é caracterizado de duas maneiras. Como o deus da vegetação - especificamente das árvores frutíferas - ele freqüentemente é representado em vasos bebendo em um chifre e com ramos de videira. De acordo com a tradição, sua concepção ocorreu em Tebas, quando sua mãe, Sêmele, filha de Cadmo, o fundador da cidade, foi amada por Zeus que se disfarçara de homem. A vingativa Hera, irmã e esposa deste, adotou a aparência da antiga ama-de-leite de Sêmele e se negou a acreditar que Zeus fosse o pai do filho que a princesa tebana esperava a menos que esta convencesse o deus que o demonstrasse, apresentando-se diante dela com o seu verdadeiro aspecto. Sêmele, então, preparou uma armadilha e o fez apresentar-se, então, como realmente era. O brilho de Zeus, no entanto, a fez encolher até converte-la em nada. Zeus, contudo, salvou Dionísio de seu ventre e, durante meses, o levou nos seus braços até que o menino pudesse sair ao mundo. Outra tradição, contudo, credita sua maternidade a Perséfone, rainha dos infernos.

Ele eventualmente tornou-se o popular deus do vinho e da alegria, e milagres do vinho eram representados em certo festivais de teatro em sua homenagem. Dionísio também é caracterizado como uma alegre divindade cujos mistérios inspiraram a adoração ao êxtase e o culto ao prazeres da vida, tais como bebida, comida, e luxos em excesso. De fato, era bom e amável àqueles que o honravam, mas trazia loucura e destruição para aqueles que o desprezavam . De acordo com a tradição, Dionísio morria a cada inverno e renascia na primavera. Para seus seguidores, este renascimento cíclico, acompanhado pela renovação da terra com o reflorescer das plantas e a nova frutificação das árvores, personificavam a promessa da ressurreição do deus. Dionísio era também conhecido entre os gregos como Baco, colegado aos vinhedo e consequentemente ao vinho!


Dionísio ou Baco como preferirem sempre me chamou atenção.
Mas quem realmente me mostrou esse mundo foi meu noivo um
tímido sommelier amante de vinhos.
Uma pequena homenagem a Baco e suas maravilhas!
Fico triste as vezes com a vulgarizaç
ao desse Deus da mitologia...
A única coisa que posso fazer e tentar mostrar sua verdadeira face!
E dizer apreciem os prazeres que Dioniso nos oferece com sabedoria!

Nenhum comentário:

Selo do Magia se faz na Cozinha

create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!